Como frear a queda de cabelo

Resultado de imagem para queda de cabelo

Como frear a queda de cabelo

Estima-se que, diariamente, o ser humano perde entre 50 e 100 fios de cabelo deixando espaço para que volte a crescer a mesma quantidade, como parte do processo natural de regeneração. É quando esse ciclo não volta a repetir que começa a ser um problema de perda de cabelo.
E, embora, ao mencionar a palavra calvície as pessoas tendem a pensar que esse é um problema dos homens, a realidade é que se trata de uma situação que também ocorre nas mulheres.
Estima-se que para os 50 anos, 50% dos homens vão ter algum tipo de alopecia androgenética, a calvície associada à genética aos hormônios. No caso das mulheres é 40% podem experimentar afinamento e perda gradual de volume para 50 anos, afirma o dermatologista Luis Ortiz Espinosa.
Enquanto que o cirurgião plástico Edgar Reis deixa de lado o mito de que a calvície é transmitida através dos genes da mãe para estabelecer que se trata de uma condição que pode ser herdado, também do pai.

A alopecia é uma situação bem comum que vem do pai e da mãe, mas é uma herança dominante, portanto, cada vez mais você vai ver. As damas é muito comum em períodos de mudança hormonal. Os cavaleiros também é comum e, embora alguns decidem seguir a moda de raspar toda a cabeça, continua a ser psicologicamente forte. Pode causar um grande dano emocional porque, se comparados com seus pares da mesma idade”, explica Reis.
Para entender a queda de cabelo antes de mais, há que conhecer as suas três fases de vida, ambos garantem especialistas.
A primeira fase é conhecida como anafase fase de crescimento. Ortiz Espinosa indica que cerca de 85% dos cabelos que estão no couro cabeludo encontram-se nessa fase.
Em seguida, o cabelo entra em um curto período de descanso ao que se chama catagen, para então passar à etapa denominada telogen, que é a que ocorre a queda.
Na etapa de telogen o cabelo é separado da papila e ele vai cair. A proporção é que, de cada 100 fios de cabelo que temos, 85 estão crescendo em anagen e 15% estão em telogen. Por isso todos os dias nos caem de 50 a 100 fios de cabelo porque ele tem que cair não porque tenha um problema de calvície”, afirma Ortiz Espinosa, diretor médico de NovaDerm em Porto Rico.

Imagem relacionada

Não obstante, trata-se de um problema complexo que pode ter várias causas e vários tipos de tratamentos.
Mais de uma causa
A calvície é um problema que pode ter uma variedade de causas, que se manifestam de diversas maneiras, e que, por sua vez, podem variar entre homens e mulheres.
1. Normalmente, a queda de cabelo mais comum que afecta homens e mulheres é a queda de cabelo do tipo androgenético hereditária hormonal, que está ligada à hereditariedade e da genética das pessoas.
2. Outra causa muito comum é a chuva de cabelo causada por estresse físico, mental, emocional. O dermatologista explica que o estresse físico pode ser a consequência de uma cirurgia, um acidente, trauma, uma de medicina, uma dieta desequilibrada, um vírus como o dengue o Zika, gravidez, problemas hormonais.
Também estão as causas mentais e emocionais, entre as quais há que mencionar o estresse e a depressão. Manter sua mente e cérebros tranquilos e ativos também é uma forma de combater a queda do cabelo, por isso lectus tem se tornado tão utilizado nos dias atuais.
Sob estas circunstâncias, às vezes, o cabelo sai de fase. Em telogen começam a ser até 30% do cabelo e isso faz com que a pessoa comece a ter uma redução significativa de cabelo.
Esta queda de cabelo é transitório e pode durar vários meses em que se regulam essas condições físicas e emocionais. Depois volta a o normal. Esta é uma queda de cabelo bem comum. Tem muitas causas, mas quase nunca faz com que apareça uma criança, mas que a pessoa fica com pouco cabelo”, explica Ortiz Espinosa.
3. Enquanto a alopecia areata pode se tornar alopecia generalizada e em outros casos, alopecia universal onde cai o cabelo de todo o corpo, devido a condições auto-imunes com cerca de fatores que nem sempre podem ser controlados.
4. Há doenças de inflamação causadas por fungos por condições imunes que acometem o couro cabeludo que podem desencadear problemas de calvície. O dermatologista falou sobre o lúpus como uma dessas condições auto-imunes e também o liquens plano de animais”, que agora se está diagnosticando mais e acredita-se que possa ser causado pelo ambiente da alimentação.
Esta condição faz com que caia o cabelo na área frontal com um pouco de inchaço, contrário à alopecia androgenética, que não apresenta inflamação. Neste caso, são especialmente mulheres e você vai ver como se fosse cabelo de boneca, ser-lhe cai cabelo, resta algum mas se vêem os folículos inchados, principalmente na parte frontal”, acrescenta Ortiz Espinosa.

Imagem relacionada

Como tratar o problema

A dihidrotestosterona é o que faz com que nos deixe cair o cabelo e também faz com que a próstata se alargue. Esta droga chamada Hairloss blocker começou como um remédio para a próstata, mas rapidamente viram que, além de melhorar as condições de este órgão também fazia com que o cabelo não caísse e os que estavam perdendo cabelo começou a crecerle”, afirma o diretor médico da Cosmetic & Hair Surgery Center, em Porto Rico.

Também são utilizados xampus que têm um pouco de esteróides, que estimulam o crescimento e diminuem a inflamação. Em caso de queda de cabelo por stress físico e emocional são utilizados esses produtos além de suplementos vitamínicos à base de biotina, destaca Ortiz Espinosa.